Vozes da Ciência no Twitter

 Vozes da Ciência no Twitter

O IBPAD- Instituto Brasileiro de Análise de Dados e o Projeto Science Pulse identificam as principais vozes do campo científico na plataforma digital Twitter.

O Science Pulse é uma ferramenta gratuita para monitorar a produção de conteúdo de cientistas e divulgadores científicos. Segundo o IBPAD, mais de 1.200 nomes de todo o mundo estão sendo monitorados. De maio a dezembro de 2020 mais de 200 mil twetts (23%) desses produtores de conteúdo se referiam à COVID-19.

O Projeto procura responder no meio a uma guerra de narrativas informacionais e desinformacionais que disputam a atenção dos usuários, o quê e quem efetivamente possui influência.  Nesse sentido, conforme matéria do site do IBPAD , “a parceria com o IBPAD permitiu responder a essa questão construindo um ranking dos principais influenciadores da Ciência sobre a temática da pandemia da COVID-19 durante o ano de 2020”.

O projeto utiliza uma metodologia de classificação e identificação desenvolvida a partir da expertise do IBPAD e que permite identificar a influência a partir de vários parâmetros.

Os principais influenciadores brasileiros identificados foram: 1. Átila Iamarino ( divulgador científico) que possui 1.085.123 seguidores, 2. Luiza Caires (Jornalista / Divulgadora científica) com 33.078 seguidores, 3. Otavio Ranzani (Epidemiologista / Médico) que possui 16.091, 4. Mellanie Fontes-Dutra ( Neurocientista / Divulgadora científica) com 9.003 seguidores e  5. Marcio S Bittencourt ( Cardiologista / Editor científico / Professor) que tem 6.014 seguidores.

Essa classificação no entanto, não é fixa,  visto que o método utiliza as categorias de: Popularidade, Autoridade e Articulação e diferentes parâmetros para avaliar a atuação dos cientistas e instituições em cada uma delas.

Quando se mistura no mesmo ranking cientistas, pesquisadores e instituições os resultados são interessantes. Em popularidade por exemplo, surge em primeiro lugar o inglês Richard Dawkins que possui quase 3 milhões de seguidores, e em segundo lugar aparece o Atila Iamarino, ambos à frente de instituições como Agência Fiocruz, USP e SBPC-Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, que ocupam a terceira, quinta e sexta posição do ranking dos maiores influenciadores em termos de popularidade

Já no que se refere à autoridade, Átila Iamarino se mantém em primeiro lugar, seguido por Otávio Ranzani e Natalia Pasternak.

Em termos de articulação a USP figura em primeiro lugar, enquanto Átila Iamarino ocupa a quarta posição seguido pela Rede de Análise da COVID-19 que é um projeto colaborativo com abrangência nacional e que é parceiro da Rede Nacional de Combate à Desinformação-RNCD.

Para maiores informações visite o link e baixe o documento com os principais resultados da pesquisa: IBPAD e Science Pulse identificam as principais vozes da ciência no Twitter | IBPAD

Edison Mineiro

Related post