Segurança em viagens da Uber? Novas diretrizes são aplicadas durante a pandemia

 Segurança em viagens da Uber? Novas diretrizes são aplicadas durante a pandemia

Usuários questionam sobre as regras e serviços adotados pela empresa.

A pandemia trouxe mudanças e diversos setores tiveram que se adequar às medidas e restrições adotadas para conter a disseminação do coronavírus. Com o transporte de passageiros por aplicativo não foi diferente.
Por conta do grande compartilhamento de informações enganosas, usuários ainda questionam sobre o que realmente foi adotado entre os padrões de segurança.
Uma denúncia enviada para o aplicativo Eu Fiscalizo questionou dois pontos importantes adotados pela empresa, um deles, foi a checagem, por meio de selfie, para constatar se o motorista está realmente utilizando a máscara.
“Motoristas parceiros precisam passar por uma checagem com uma selfie para saber se estão utilizando uma máscara, além de um checklist sobre as medidas de segurança adequadas para realizar viagens. Os entregadores parceiros também precisam seguir um checklist de cumprimento de regras para ficar online.”, diz as regras da Uber.

O motorista Wesley Sousa comenta que uma ferramenta parecida já existia no sistema para confirmar se o condutor do veículo era o mesmo que estava cadastrado. “Antes sempre aparecia uma aba de reconhecimento facial, com a pandemia, aparece também uma que identifica se motorista está mesmo usando a máscara”, explica.
O passageiro também é obrigado a utilizar máscara durante toda a viagem, podendo ter a viagem cancelada pelo motorista se não estiver utilizando a medida preventiva.
Outro quesito destacado na denúncia foi o de que a empresa passou a disponibilizar máscaras e materiais desinfetantes, como álcool, de forma gratuita. “A Uber disponibiliza desde o início da pandemia os recursos para que motoristas parceiros possam adquirir máscaras e produtos desinfetantes como álcool em gel sem custo adicional”, diz a empresa.

Outro motorista, que não quis se identificar, informou que desde o início dessa nova medida, ainda não conseguiu receber nenhum auxílio nessa parte, e que alguns motoristas conhecidos ficaram na mesma situação. “Não consegui receber nenhuma máscara ou álcool em gel, teve gente que conseguiu sem burocracia, mas até agora tive que desembolsar tudo com o meu dinheiro e muitas vezes deixei de rodar por não ter o necessário dentro do meu carro. E isso não foi só comigo”, comentou em desabafo.
De acordo com a Uber, o motorista deveria receber uma desinfecção gratuita no veículo, um kit com máscaras e produtos para manter a limpeza do carro e a instalação de uma divisória para diminuir ainda mais o contato do condutor do veículo com os passageiros. O sistema de retirada dos “kits” e realização dos serviços é feito de forma por meio de agendamento online, porém, alguns motoristas ainda encontram burocracia na hora de concluir esse cadastro e falhas para receber os materiais.